Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Reino Unido regista mais 861 mortos, total 13.729

O Reino Unido registou mais 861 mortes de pessoas infetadas com a covid-19 nas últimas 24 horas, aumentando para 13.729 o número de óbitos durante a pandemia, informou hoje o Ministério da Saúde britânico. 

O número total de casos de contágio é agora de 103.093, mais 4.618 do que no dia anterior, acrescentou.

Na quarta-feira, tinham sido registadas mais 761 mortes e 4.605 novos casos de pessoas infetadas relativamente ao dia anterior.

Os números das mortes referem-se apenas a pacientes diagnosticados com covid-19 que morreram no hospital até às 17:00 horas da véspera e são compilados a partir de dados das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. 

O número de pessoas infetadas é contabilizado de forma diferente e inclui os diagnósticos feitos até às 9:00 horas de hoje. 

O Reino Unido é um dos países com maior taxa de mortalidade, atrás dos EUA (30.985 mortos, em 639 mil casos), Itália (21.645 mortos, em 165.155 casos), Espanha (19.130 mortos, 182.816 casos) e França (17.167 mortos, 147.863 casos).

O governo britânico vai hoje anunciar a decisão sobre um eventual prolongamento do regime de confinamento em vigor desde 23 de março e inicialmente decretado para durar três semanas. 

As regras determinam que as pessoas só devem sair de casa para comprar bens essenciais, como alimentos ou medicamentos, para fazer exercício uma vez por dia, para ajudar pessoas vulneráveis ou para trabalhar se não o puderem fazer de casa.   

Hoje, o epidemiologista Neil Ferguson, da universidade Imperial College, disse considerar ser cedo para levantar as medidas e sugeriu a necessidade de manter o distanciamento social até ser encontrada uma vacina. 

"Vamos ter de manter algum nível de distanciamento social, um nível significativo de distanciamento social, provavelmente indefinidamente até existir uma vacina disponível", disse à BBC. 

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 137 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 450 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 629 pessoas das 18.841 registadas como infetadas.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa quatro mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

rtp.pt