Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Boris Johnson. Reino Unido será global depois de sair da UE

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, assegurou hoje que o Reino Unido será "global" e "pioneiro" depois de abandonar a União Europeia (UE) em 31 de janeiro, e pediu ao país para deixar para trás as divisões.

"Sexta-feira [31 de janeiro] marca um momento importante na história do Reino Unido. Não importa como tenham votado [no referendo sobre a saída do país da UE] em 2016, é hora de olhar para a frente com confiança, para o país global e pioneiro que seremos na próxima década, e superar as divisões", afirmou Boris Johnson numa nota hoje divulgada, citada pela agência Efe.

O chefe do Governo britânico fará um discurso ao país às 23:00 da próxima sexta-feira, meia-noite no horário de Bruxelas, altura em que se consumará o `divórcio` entre o Reino Unido e a União Europeia.

A partir desse momento o Reino Unido deixará formalmente de fazer parte da UE, mais de quarenta anos depois da sua entrada no bloco comunitário (1973), e começará um período de transição até ao final deste ano, durante o qual Londres e Bruxelas negociarão a sua futura relação comercial.

O Governo britânico informou que emitiu uma moeda de 50 `pence` (cêntimos de libra esterlina) com a inscrição `paz, prosperidade e amizade a todas as nações` e com a data de 31 de janeiro de 2020, que entrará em circulação nesse dia.

O primeiro-ministro presidirá em 31 de janeiro à reunião do Governo no norte de Inglaterra, como gesto de apoio aos britânicos dessa zona que votaram no partido Conservador nos comícios de dezembro, antes das eleições legislativas que deram ao partido de Boris Johnson maioria absoluta.

Para além disso, em Londres, na sexta-feira serão colocadas bandeiras britânicas na praça do Parlamento e na avenida The Mall, que une a zona governamental e o palácio de Buckingham (residência oficial da rainha), e os edifícios do Governo serão iluminados com as cores da bandeira do Reino Unido.

A partir das 22:00 de 31 de janeiro, será projetado, no número 10 de Downing Street (residência oficial do primeiro-ministro), um relógio em contagem decrescente para o `Brexit` (saída do Reino Unido da UE).

Na última sexta-feira, Boris Johnson assinou o acordo de saída do Reino Unido da UE, depois da ratificação por parte do parlamento britânico.

O documento também foi assinado pelos presidentes da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e do Conselho Europeu, Charles Michel.

rtp.pt