Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Manifestantes jogam tinta vermelha em Embaixada do Brasil em Londres

A embaixada do Brasil em Londres, na Inglaterra, foi alvo de pichações nesta 3ª feira (13.ago.2019). Manifestantes realizaram 1 protesto em defesa de direitos indígenas no Brasil e de pautas ambientais.

Os participantes da manifestação jogaram tinta vermelha na fachada, em referência ao sangue de indígenas. O edifício foi marcado por frases contra o governo de Jair Bolsonaro –sentenças como “chega de sangue indígena”, “pela natureza” e “ele não” foram pichadas nas paredes de entrada.

No site do movimento, intitulado “Rebelião da Extinção”, os manifestantes declaram desafiar o governo brasileiro por “abusos de direitos humanos sancionados pelo Estado”, e afirmam planejar ações semelhantes em embaixadas brasileiras em outros 11 países. Entre eles estão Chile, Portugal, Reino Unido, França, Suíça e Espanha.

O QUE DIZ A ‘REBELIÃO DA EXTINÇÃO’

Em nota divulgada no site oficial, o grupo critica mudanças feitas na pauta ambiental desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o poder. Segundo o movimento, as alterações de estrutura dos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura de Bolsonaro foram “radicais”.

Extinction Rebellion ainda citou, em tom de crítica, uma série de notícias da pauta ambiental brasileira, como os dados de desmatamento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) questionados pelo governo, as mudanças na gestão da Funai (Fundação Nacional do Índio) por discordância com o governo brasileiro e o não-reconhecimento do governo de que a morte do líder indígena da tribo Wajapi, no Amapá, foi 1 assassinato.

O grupo ainda lembrou de protestos de índios brasileiros, como a ocupação no prédio do Ministério da Saúde nessa 2ª feira (12.ago) e o acampamento anual da Terra Livre, que neste ano foi realizado em abril.

RELATO DA EMBAIXADA BRASILEIRA

Ao Poder360, o Itamaraty afirmou que os danos causados na sede da embaixada ainda estão sendo avaliados, e enviou o relato emitido pelo consulado brasileiro em Londres. Eis a íntegra:

“Na manhã desta terça-feira, 13 de agosto, um grupo de manifestantes promoveu protesto em frente à Embaixada do Brasil em Londres. Identificavam-se como ligados ao movimento “Extinction Rebellion”. Picharam e mancharam com tinta a fachada do prédio da Chancelaria brasileira. A Polícia Metropolitana interveio para salvaguardar a integridade das instalações diplomáticas do Brasil.

A Embaixada está e sempre esteve aberta a receber quem quer que deseje dialogar sobre o Brasil e suas políticas públicas.

O direito de protestar é assegurado em democracias como o Brasil e o Reino Unido. Já o direito de vandalizar, esse não existe em país algum.

A Embaixada permanecerá em contato com as autoridades locais para acompanhar as investigações cabíveis. Trabalhará, também, para o ressarcimento dos cofres públicos por eventuais danos causados ao edifício.”

poder360.com.br