Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

E ao último dia de Web Summit, palmas para Marcelo e ''até para o ano''

Quinta-feira foi o quarto e último dia de mais uma edição da Web Summit em Portugal. Cimeira regressa para o ano, uma vez que a Câmara de Lisboa e o fundador do evento assinaram um acordo que prevê a realização da mesma em território nacional até 2028.

"Obrigada". Foi esta a palavra mais ouvida durante a cerimónia de encerramento da quarta edição da Web Summit em Portugal, que decorreu na quinta-feira, no Parque das Nações, em Lisboa. O palco principal trouxe várias e importantes vozes mundiais para falar sobre tecnologia e inovação, mas não só. 

A Web Summit é mais do que um palco principal e do que os oradores que lá falam, é um evento que traz milhares de pessoas de todo o mundo à capital, com pelo menos um interesse em comum: a tecnologia

Nesta edição participaram mais de duas mil startups, empresários e marcas de todo o mundo, representantes de países, artistas, desportistas, entre outros. Dali saíram contactos, parcerias e até, quem sabe, possíveis negócios que se irão aprimorar nos próximos meses. 

O discurso mais marcante do último dia

Escolher o discurso mais marcante de quinta-feira não é uma tarefa fácil, uma vez que esteve em palco o chefe de tecnologia (CTO) da Casa Branca, Michael Kratsios, com um discurso crítico à China e aos EUA; a comissária europeia da Concorrência, Margrethe Vestager, a falar sobre o modo de atuação das gigantes de tecnologia e, ainda, o discurso de encerramento do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. 

Os três intervenientes providenciaram momentos completamente diferentes. Durante o discurso de Michael Kratsios predominava no Altice Arena um sentimento tenso, enquanto a plateia ouvia atentamente o que Vestager tinha para dizer - muitos até a aplaudiram de pé à sua saída. Também Marcelo, como aliás já nos habituou, recebeu muitos aplausos ao seu discurso orgulhoso. : "Não tememos o futuro, somos imparáveis, ninguém nos irá parar" foi uma das ideias mais marcantes da mensagem que veiculou.

A cerimónia de encerramento terminou pouco depois das 17h00, tal e qual como previa a organização. E este é um dos aspetos que temos de destacar: o cumprimento do calendário. As conferências e horários estavam cronometrados para que tudo corresse dentro dos planos. E é bom quando assim é, tanto para os participantes como para os oradores. 

Ainda neste último dia, muito se falou sobre robots - aliás, esta até podia ser batizada como a cimeira deles. Durante a conferência da empresa de robótica Boston Dynamics, que era uma das mais aguardadas, o fundador e CEO, Marc Raibert, trouxe a Lisboa o cão robótico da empresa, o Spot, que demonstrou algumas das suas habilidades.

Notícias ao Minuto

Cão robot também marcou presença neste último dia da Web Summit

Dado que a Web Summit se trata de uma cimeira sobre empresas e startups de base tecnológica, houve uma conferência de especial interesse para todos aqueles que se perguntam sobre o excesso de tecnologia na nossa vida quotidiana. Esta foi uma temática discutida neste último dia na Altice Arena, numa conferência que não pretendeu chegar a nenhuma conclusão, mas sim tornar-se num debate onde os participantes 'esgrimiram' argumentos sobre o tema.

Quem também não passou despercebida foi a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, que falou com a jornalista Laurie Segall a propósito da defesa de uma maior regulação de gigantes tecnológicas como o Facebook e a Google. A também vice-presidente da Comissão Europeia admitiu que estas empresas tecnológicas têm demonstrado uma maior ambição nos seus objetivos, apontando para a necessidade que apliquem os valores que têm vindo a apregoar.

Chegamos à parte das despedidas e convidamos o leitor a recordar os melhores momentos desta quarta edição da Web Summit em Portugal. Comece pelo primeiro dia e recorde o discurso forte de Edward Snowden, viaje até ao segundo dia e reveja as novidades e as opiniões sobre esta cimeira e passe pela visita do primeiro-ministro, António Costa, às startupsConvidamo-lo ainda a espreitar as imagens que marcam o último dia, aqui

Por fim, terminamos com a frase de Marcelo e Paddy Cosgrave à saída do palco: "Até para o ano."

noticiasaominuto.com