Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Trump diz que embaixador britânico ''não tem servido bem o Reino Unido''

 

"Não somos grandes fãs desse homem e ele não tem servido bem o Reino Unido, é o que vos posso dizer", afirmou Trump aos jornalistas, em Nova Jérsia. "Por isso eu consigo compreender e posso dizer várias coisas sobre ele, mas não me vou incomodar", adiantou Donald Trump.

A resposta é uma reação do presidente dos EUA ao embaixador britânico no Reino Unido, Kim Darroch, que considerou o chefe de Estado norte-americano e a sua administração como "ineptos" e "excecionalmente disfuncionais" em documentos diplomáticos revelados este domingo pelo Mail on Sunday .

Já o ministro britânico do comércio, Liam Fox, disse à BBCque a revelação dos documentos foi "antiprofissional, antiético e antipatriótico" e acusou quem divulgou os e-mails de ter prejudicado a relação de defesa e segurança com os Estados Unidos. "É a relação mais global mais importante que temos", frisou.

"Espero que, se conseguirmos identificar o indivíduo, a força total da disciplina interna - ou, se necessário, a lei - seja aplicada porque esse tipo de comportamento não tem lugar na vida pública", acrescentou.

Kim Darroch é um dos diplomatas britânicos mais experientes, tendo assumido a embaixada em Washington em janeiro de 2016, antes de Donald Trump assumir a presidência dos EUA. O jornal tabloide diz que as circulares, que terão sido divulgadas por algum membro do serviço britânico, foram enviadas a partir de 2017.

Theresa May não concorda com as opiniões do embaixador

Entretanto, a primeira-ministra britânica, Theresa May, já veio dizer esta segunda-feira que tem "total confiança" no seu embaixador nos EUA. Confessa, no entanto, que não partilha da opinião de Kim Darroch quando este se se refere à administração Trump como "disfuncional" e "inepta".

Esta posição de Theresa May foi divulgada por um porta-voz da chefe de governo, após a polémica que surgiu no fim de semana em relação a documentos escritos desde 2017 em que Darroch deu a sua opinião sobre o executivo de Trump.

O porta-voz da residência oficial de Downing Street enfatizou esta segunda-feira que a função do embaixador é fazer avaliações políticas "sinceras" do país onde está baseado, embora as suas opiniões não sejam compartilhadas pelo governo do Reino Unido.

"Essa fuga de informação não é aceitável", disse o porta-voz oficial, que avisou que uma investigação já foi aberta.

"A primeira-ministra não concorda com a avaliação (do embaixador). A primeira-ministra tem um bom relacionamento com o presidente (Trump) e o governo trabalha de perto e de forma construtiva com a administração numa variedade de questões", acrescentou.

dn.pt