Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Galeria de arte em Londres cobre duas obras após visitantes muçulmanos terem reclamado

A pedido do próprio autor, uma galeria de arte contemporânea, em Londres, tapou com folhas de papel duas pinturas de SKU que incorporam o texto da shahada - um dos cinco pilares do Islão - misturando com a escrita árabe imagens de mulheres nuas.

As criações tinham já suscitado inúmeras reclamações de visitantes muçulmanos, por serem consideradas blasfemas, mas num primeiro momento a Saatchi Gallery recusou remover as obras, argumentando que deveriam os visitantes tirar as suas próprias conclusões sobre o significado das pinturas.

Acabou por ser o próprio artista, o britânico de pseudónimo SKU, a propôr uma solução de compromisso, sugerindo que as obras continuassem penduradas, mas cobertas com folhas, conta “The Guardian”.

Em comunicado, o autor defendeu a opção, considerando que esta permite “um debate sobre a liberdade de expressão versus o direito de não se sentir ofendido”, enquanto a Saatchi Gallery se pronunciou para sublinhar que “a galeria também reconhece a sinceridade das reclamações recebidas e apoiou a decisão do artista de cobri-las até ao final da exposição”.

SKU, artista que não mantém contas nas redes sociais nem costuma aparecer em eventos públicos, foi um dos autores representados na exposição Rainbow Scenes, apresentada como uma exploração de “como nós, como indivíduos, estamos sujeitos na sociedade a forças mais abrangentes, de natureza cultural, económica, moral e políticas”. A exposição estreou em meados de abril e encerrou na sexta-feira.

expresso.pt