Login | Registar


Resultados por Página:
10 20 50 100

Protestos anti-brexit invadem ruas de Londres

Cerca de 100 mil pessoas marcharam, no sábado, pelas ruas de Londres, em protesto.

Uns europeístas, outros simplesmente preocupados com o futuro do país. todos quiseram fazer ouvir-se, dois anos depois de Inglaterra ter votado a favor do brexit.

Para James McGrory, diretor executivo da campanha anti-brexit "Open Britain", "as pessoas estâo zangadas com a confusão que o governo fez com o brexit, estão zangadas por surgirem novos factos desde o referendo, como por exemplo os 40 mil milhões de libras que vamos ter de pagar e sentem que foram feitas promessas sobre dinheiro que ia para o sistema de saúde que vai ser retido e é por isso que hoje vê milhares de pessoas, pessoas normais de todo o país, de todos os estratos sociais a protestarem no parlamento e a pedirem uma nova votação do brexit".

As mesmas ideias são partilhadas ao longo das ruas. "Vim desde Edimburgo, mas não me custou nada, porque esta é a maior manifestação desde 2016. E representa uma interessante e importante mudança no discurso", afirma Juuso Jarviniemi. É comum, entre quem protesta, a sensação de que os eleitores foram enganados, tal como defende o manifestante Philip Lemoine: "Sinto que isto não está a levar o rumo certo e tenho a certeza de que muitos sentem o mesmo. Mesmo as pessoas que votaram para sair. Acho que foram enganadas e muitas já mudaram de ideias".

A saída de Inglaterra da União Europeia teve consequências de que muitos não estavam à espera.

Com a economia a ressentir-se, hoje são muitas as vozes a exigir um segundo referendo para decidir o futuro do país na Europa.